Compre os Carimbos da minha Coleção para o Clube do Carimbo, clicando AQUI!

segunda-feira, 20 de março de 2017

Amiga Scrapper: Mariana Padilha!

Oi meninas!!!
No Quadro Amiga Scrapper deste mês, entrevistei a Mariana Padilha uma alagoana que faz projetos lindos!!!

Vamos conhecê-la?


{.BS.}: Você por você mesma: 
Acredito que sou uma pessoa bastante comunicativa, determinada e solícita. Gosto de estar sempre criando algo novo, inventando moda como se diz e nunca, nunca desisto de algo até que eu consiga realizar, mesmo que me arrependa depois. Acho que sou uma boa mãe, esposa, filha, irmã e amiga. Como defeitos, sou muito teimosa, falo alto (ahahahaha) e muito rancorosa (o pior defeito de todos). Consequentemente sou vingativa. Horrível, eu sei! Quem sabe com a idade chegando isso mude, né?

{.BS.}: Cidade onde vive?
Sou natural de Maceió/AL, mas há 13 anos moro em Recife/PE.

{.BS.}: Além do scrap…?
Me dedico a filha e ao marido. Gosto de cuidar de quem amo e me dedico a isso. 
{.BS.}: Quando e como conheceu o scrapbooking?
Conheci o Scrapbooking quando adolescente (ainda quando não sabia o que era ao certo). Sempre gostei de criar com papéis. Lembro de presentear amigos e familiares com caixinhas e cartinhas super cheias de recortes, adesivos…
Porem, em 2010, conheci a técnica profundamente quando comprei uma revista, a Guia do Scrapbooking. Me apaixonei de cara e desde então virou o meu hobby (e hoje meu trabalho).

{.BS.}: Quando costuma fazer scrap? 
Hoje por ser meu trabalho (ganha pão mesmo, ahahahaha), faço Scrap quase que todo dia. Mas quando os cursos e encomendas estão mais calmos, faço quando estou muito estressada. Me acalma demais!

{.BS.}: Qual área do scrap é sua paixão?
Amooo o Scrap puro. O verdadeiro Scrapbook. Páginas, álbuns… tudo o que envolva a fotografia e o registro de momentos importantes da nossa vida.  
{.BS.}: Qual ferramenta é indispensável, para você?
Minha tesoura Color Bee. Tenho mesma há 05 anos (quando comecei o Scrap profissionalmente). 

{.BS.}: Qual material não fica sem?
A cola da marca Tombow. Quando conheci, achei que ela melecava muito. Mas descobri que eu quem não sabia usar direito, ahahahaha. Não fico sem ela de jeito nenhum. 

{.BS.}: Quando falta inspiração, qual o segredo para ela voltar com tudo?
Tento ficar sozinha! Só sei criar sozinha, não tem jeito!
E claro, busco dicas e inspiração na net. Acho que como muita gente, hoje corro para o Pinterest.
Acho uma rede social maravilhosa, com muita coisa linda que nos inspira demais.
 
{.BS.}: Uma dica importante para quem está começando?
Pesquisar muito! Seguir perfis que tratem exclusivamente da área. Hoje, a gente tem muita facilidade em ficar por dentro de tudo o que acontece ao nosso redor. A internet tá aí, né gente? É interessante começar identificando seu estilo. Um Scrap mais clean, ou com mais elementos, festas, decor… Depois disso,  participar de grupos específicos é uma sacada legal. E sempre, sempre, sempre estar disponível para cursos, oficinas e demonstrações.

{.BS.}: Uma Scrapper que você admira?
Gosto muito da Celine Navarro. Em 2015 ela esteve no Brasil e tive a feliz oportunidade de conhecê-la pessoalmente. Sabe gente como a gente? Ela é uma querida. Além de talentosa, super gente boa, simpática e divertidíssima.

{.BS.}: Blog/site que você sempre visita? 
Adoro os blogs do Studio Calico e American Crafts. E site? Sem sombra de duvidas, visito muito o Pinterest.
{.BS.}: Um sonho pessoal?
Uma viagem mochilão por toda Europa com meu esposo e um grupo de amigos queridos, durante 01 mês (Só! Kkkkk)


{.BS.}: Um sonho de consumo, no scrap?

Quero visitar a feira de Scrap mais famosa do mundo. Antes chamada de Cha, a Creativation Show, realizada em Phoenix.


{.BS.}: O que o scrap te trouxe de bom?

O Scrap me trouxe a oportunidade de dividir e trocar conhecimentos e muita alegria com amigos, alunas e clientes muito queridos.
 
 
{.BS.}: O futuro do scrap, na sua opinião?
Na minha opinião, aqui no Brasil, o futuro do Scrap depende da gente. Infelizmente para quem não trabalha com ele, considera-o um supérfluo. É aquela velha academia que a gente corta em momentos de aperto financeiro como o que estamos passando agora. Se nós scrappers que estamos diariamente vivendo nesse mundo, pudéssemos fazer com que as pessoas acreditassem que existe muito por traz de um simples recorte de papel, conseguiríamos fazer com que o Scrap fosse eterno. Não tem preço registrar momentos importantes das nossas vidas. Um álbum que retrate momentos especiais? Isso é simplesmente maravilhoso. Tenho a experiência em casa quando sento com minha filha e foliamos meus álbuns de Project Life ou LO’s e ela se vê nas fotos. Lembrar de situações felizes traz uma sensação indescritível. Temos a missão como pessoas apaixonadas pela técnica de perpetuar essa paixão. E ele tem tudo para ser eterno!


Mari, obrigada pela entrevista!!Amei...

Ufa, depois de horas editando este post para o Blog, está!
(Não estava dando certo a edição, as cores, enfim...)

Espero que tenham gostado...

Conheça o site dela, clicando AQUI!

Beijos¨*

Um comentário:

  1. Que bacana a historia da Mariana, ela tem projetos lindos. Sigo-a no Instagram e ja participei de um desafio dela.
    Parabens Lu pela entrevista, ficamos felizes em conhecer mais as scrappers. bjokas

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita,seu comentário é muito importante para mim!!!

.Volte Sempre.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...