Compre os Carimbos da minha Coleção para o Clube do Carimbo, clicando AQUI!

sábado, 31 de janeiro de 2015

Amiga Scrapper: Andréia Queiroz é totalmente "acid free"!!!

Genteee este Post lindo era para ter sido publicado no sábado, mas tive que viajar e não consegui deixar programado. E para as "bandas de la" fiquei totalmente offline...sorry!!!

Masssss estou super feliz de poder voltar com o quadro "Amiga Scrapper" para o Blog!!!

Conheci tanta gente legal nestas entrevistas, tanta gente boa em scrap!Não viu?Clique AQUI e confira quem já deu o maravilhoso ar de sua graça aqui no meu cantinho de scrap online!!!Você vai se apaixonar novamente por cada uma delas...

E hoje na reestreia do quadro, convidei uma querida conterrânea para falar um pouco da sua paixão por scrapbooking. Venham conhecer essa flor, que é "literalmente" acid free, nesta entrevista concedida por e-mail...
{.BS.}: Você por você mesma?
Sou tranquila. Amo e cuido da minha família, noivo e amigos. Tenho fé e agradeço por tudo sempre. Acredito muito em energia e em fases, mas acho que podemos interferir no que está a nossa volta.

{.BS.}: Cidade onde vive?
Goiânia

{.BS.}: Além do scrap...?
Amo viajar, ouvir música (não faço scrapbooking sem uma boa playlist), ler e ver filmes - e principalmente curtir as pessoas que eu amo. Passo horas brincando com o meu sobrinho e fico suspirando, não acreditando que possa existir um amor tão grande assim por uma "pessoinha" tão pequena.

{.BS.}: Quando e como conheceu o scrapbooking?
Conheci o scrapbooking em 2004, com a querida Marília Roriz (também goiana). Na época eu queria dar um presente e passei dias e noites tendo aulas com a Marília para terminarmos o que seria o meu primeiro scrapbook. Desde então fiz aulas, procurei aprender um pouquinho sobre as técnicas e recebi várias encomendas.

{.BS.}: Quando costuma fazer scrap?
Todo dia, toda hora. Rsrs. Tenho uma rotina bem intensa e encaro o scrapbooking como um trabalho (do melhor tipo, né?). Crio, pelo menos, de segunda a sexta (quando não estou viajando) e acredito que a criatividade pode e deve ser estimulada - não sendo algo do tipo "nossa, hoje acordei inspirada,
vou fazer scrapbooking". Mas, claro, isso vale pra mim, que troquei a carreira de publicitária pra me
dedicar full time ao site acidfreeworld.com.

{.BS.}: Qual área do scrap é sua paixão?
O que mais gosto é de criar álbuns do tamanho tradicional (30x30cm), com bastante história, muitas fotos e recordações. Mas sempre procuro fazer outros projetos que me tiram da zona de conforto e me fazem buscar algumas novidades.

{.BS.}: Qual ferramenta é indispensável, para você?
A pinça da "ek success". Tenho algumas espalhadas pelo studio pra não correr o risco de ficar sem. Um bom trimmer também é indispensável.

{.BS.}: Qual material não fica sem?
Dupla-face (praticamente não uso cola).

{.BS.}: Quando falta inspiração, qual o segredo para ela voltar com tudo?
Pesquisar em sites e revistas e começar por algo que você terá mais prazer em fazer. Quando estou "travada", olho na minha listinha de coisas a fazer e procuro fazer aquilo que, naquele momento, vou achar mais gostoso. Assim a inspiração vem mais fácil.

{.BS.}: Uma dica importante para quem está começando?
Faça aulas ao invés de comprar materiais. Acredito ser o melhor investimento e estímulo. Primeiro por que você será direcionado a aprender como diagramar aqueles materiais, como usar as ferramentas, etc. Segundo, por que você terá o prazer de ter um projeto pronto depois de poucas horas. Por fim (e não menos importante) você gastará menos e comprará os materiais ideais para você (sem tanto desperdício).

{.BS.}: Uma Scrapper que você admira?
Preciso falar de uma só? rsrs.
No Brasil: gosto muito da Celi Mara (que me dava aulas particulares diárias em São Paulo, na sua antiga loja Scrappix), da Anne Sereguetti e Ju Tonin (duas scrapbookers que tem um estilo lindo e bem diferente do meu). Fora do Brasil: adoro a Elizabeth Kartchner (aka dearlizzy) e Paige Taylor Evans.

{.BS.}: Blog/site que você sempre visita?
Pinterest.

{.BS.}: Um sonho pessoal?
Não perder ninguém que eu amo.

{.BS.}: Um sonho de consumo, no scrap?
No momento, os lançamentos do CHA2015. Ah, e uma máquina de costura!!

{.BS.}: O que o scrap te trouxe de bom?
Só coisas e pessoas boas. Mas a mais importante foi poder ajudar pessoas em alguns momentos específicos. Já fiz álbuns para famílias que perderam um ente querido, para um casal soropositivo que queriam resgatar o relacionamento, para uma senhora de 80 anos, com recordações da sua longa jornada... 

{.BS.}: O futuro do scrap, na sua opinião?
Acredito no scrapbooking, mas acho que ele tem passado por adaptações, no Brasil, inclusive. Penso que quanto menos as pessoas revelam fotos, mais valor elas darão para um álbum físico com fotos impressas. Quanto mais modernos e digitalizados ficarmos, mais daremos valor naquilo que foi feito artesanalmente.

Andréia, obrigada por aceitar meu convite,
Lü Sielskis.

Eu que agradeço o convite.
Bjs, Andréia. ;-)

Conheça o trabalho lindo desta querida, visitando o blog dela:
http://blog.acidfreeworld.com.br/ 

xoxo 
.Me encontrem por aí. 
benditoscrap@gmail.com 

3 comentários:

  1. Lú ameiiii... quero um dia estar aí em??? Sabe que sou oferecida mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Adorei a entrevista e a dica para as iniciantes... Também acho que o scrap sempre vai ter seu cantinho especial. Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Lú, muito obrigada pelo convite e pelo carinho.

    Te desejo uma vida "acid free" e muita criatividade. ;-)

    Bjo grande.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita,seu comentário é muito importante para mim!!!

.Volte Sempre.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...